Skip to content

[Super] Gente Feia – Parte 37

05/12/2010

Desabafo de um feio.

 

Eu era tão feio que quando nasci, o doutor me deu um tapa na cara. Mesmo assim não chorei, mas quando me viram, choraram o médico, a enfermeira e minha mãe… todo mundo chorou!
Logo após meu nascimento, o médico foi à sala de espera e disse a meu pai:

OgAAAHYENvJKSW0Q9yVwvSmMpf7k-myZLTfzMXrpAGQ0q9YjKDny9nFVrlR8De00cH1Nagw3Uw5UBA6nHONJQJwflGMAm1T1UEfeMSG-0EcB94nZNYlbPWyfwYI5

 

— “Bem, de início eu achei que tinha tirado o fígado da sua esposa. Fizemos o que foi possível… mas ele sobreviveu”.
Já minha mãe ficou na dúvida se ficava comigo ou com a placenta. E como era prematuro me colocaram numa incubadora… metálica e com proteção de alta tensão.
Minha mãe nunca me deu o peito, me dava as costas. E como sempre fui muito peludo sempre perguntavam a minha mãe:
— “Senhora, seu filho foi parido ou tecido?”
Logo percebi que meus pais não gostavam muito de mim, pois meus brinquedos para a banheira eram um rádio e uma torradeira elétrica.

 

OgAAAMT-C4-a16-pFXvKxNf7xh-ZTsI2HG4aIfQWSg_gtmo9eIK8tC7-hKZ6ko7EB1UxhltdxLABEfKKkTssEAnCxH8Am1T1UEgqejfwbxP9ZKMbSb_83Kdt21wH

Eu era tão feio que quando brincava de esconde-esconde ninguém me procurava. Uma vez fiquei perdido no mercado e quando perguntei ao policial onde estavam os meus pais, ele respondeu:
— “Não sei; há um montão de lugares onde podem ter se escondido”.
Além de feio eu era muito magro: para fazer sombra tinha que passar duas vezes pelo mesmo lugar. Tão magro que o único trabalho que me ofereciam era para limpar mangueiras… por dentro.

OgAAANd54TPuLW93D5yWa33Zr8eZxLBnMKa5G13LRzJJBg-XC5oeu3-aaMTLTViyS9tGMBpwNQuZRwD0RLxBgFwQSLUAm1T1UGmFqQYj55KvnvG1XHUkZjkDXrMS

 

Mas meu problema não era ser tão magro senão ser feio, muito feio. Meus pais tinham que amarrar um pedaço de carne no meu pescoço para que o Totó brincasse comigo.
Sim, amigos, eu sou feio, mas tão feio que uma vez fui atropelado por um carro e fiquei melhor.
Sou tão feio que um dia lancei um bumerangue e o fdp não regressou nunca mais.
Em certa ocasião, quando fui sequestrado, os sequestradores mandaram meu dedo mindinho para meus pais pedindo recompensa. Minha mãe exigiu mais provas.

OQAAAD-5lsQ25u8tasRF9XO3UretMli2vWYo-CUiGx1X2lpqsDdBZPmKDK5CjTNKXc9X5ClKl4uPp6pcNKG5MdL5iPEAm1T1UF9KG_WCqVf0jpfEFPM8QQI8ceFd

 

E por causa da feiura, minha vida não foi fácil, tive que trabalhar desde garoto. Meu primeiro emprego foi numa veterinária e as pessoas não paravam de perguntar quanto eu custava.
Certa vez minha bela e “gostosona” vizinha foi até a janela do meu quarto e disse:
— “Vá lá em casa depois que não vai ter ninguém”. Quando cheguei lá não tinha ninguém.
O psiquiatra disse-me um dia que eu deveria estar louco. Então lhe disse que precisava escutar uma segunda opinião.
— “Ok, além de louco, você é muito feio”, ele me disse.

 

OgAAAPMy8ByQYsNlJf4TDK05IHxxji42VIsqWTEuCwvnjL5RoRmWQ2FrGWjCBJxTA5bYIG7X9RlEsSf4G9rrpBjqvxIAm1T1UMIgy1DHprFWthSCswKVsIEBB17k

No carnaval passado fui a loja de fantasias e pedi que o atendente me desse a fantasia mais horrorosa que ele tivesse. Ele procurou… procurou e voltou com um elástico.
Foi por estas e outras que um certo dia tentei me suicidar pulando do terraço de um prédio de 50 andares, aí mandaram um padre para falar comigo:

 

05-08-09_1953

 

— “Meu filho, as coisas não são assim, pense um pouco no que você está fazendo. O que você está fazendo?”
Quando estiquei o pescoço para ver quem estava falando comigo, ele me viu, arregalou os olhos e continuou:
— “O que você está fazendo que ainda não pulou?”
O último desejo de meu pai antes de morrer foi que me sentasse em seu colo. Ele foi condenado à cadeira elétrica…
E assim cresci, um emprego aqui, outro ali… mas sempre esbarrando na minha feiura: cinco demissões por justa causa só porque os chefes achavam que estava fazendo careta pra eles. Aí um dia pensei:
— “Será que não há algo que eu possa fazer que as pessoas achem bonito?”

 

 

 

 

OgAAABbT_oWp8b10DVsePX1iQU6qrT9iGoIntX7tK6BhJdrGnhoeiSGzrQ_hUuowfo1en62oPGH43NWRFGMhHp8MlaEAm1T1UK0ns9v_-OwkPqvRzYQZqdQ1-60q

3 Comentários leave one →
  1. André permalink
    18/03/2011 09:11

    Credo! _l_

  2. anderson permalink
    24/10/2011 22:26

    vc tao feio nao pode

  3. leticia permalink
    29/08/2013 22:01

    credo cara!!!!!!! não se preocupe eu sou mil vezez mais feia que você!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: